Sempre morei em casa. Quintal grande, árvores...E foi assim, que numa manhã de domingo, encontrei um anuncio da venda de lotes aqui na minha região. Eu já tinha olhado vários, mas nenhum me agradou. O corretor se prontificou a me levar no local e então fui, sem acreditar muito. Chegando, desci do carro, senti o vento daquele lugar e o encanto tomou conta de mim.Naquele momento eu soube que era ali que passaríamos o resto de nossas vidas...

sábado, 25 de julho de 2009

As caçadoras de Pipas

Ontem foi o aniversário da Vitória e eu já havia prometido a ela de saírmos para passear. Uma coisa boa aconteceu: O Ministério Infantil da igreja a qual frequento, organizou um festival de pipas no Parque Ecológico e então pensei que seria uma boa alternativa. Fiz a inscrição e então a dúvida surgiu quando eu pensava a respeito da pipa. era para a Vitória e por iso mesmo tinha de ser linda. Eu queria uma pipa diferente. Eu queria uma "pipa-caixa". Sempre fui apaixonada por essa brincadeira que é tão mágica. Mas como fazer a tal pipa? Não há nada nesta vida que a gente não encontra na internet! Achei um projetinho, sem muitas explicações, mas afinal de contas Deus me deu um cérebro para que né?. Eis o projeto:



Eu tinha muitas coisas para fazer nesta semana mas decidi encarar o projeto. Consegui as varetas com um vizinho, comprei papel de seda, linha e...Cadê o tempo para fazer? O jeito foi executar o projeto na casa da Mônica. Tínhamos combinado de nos ver na sexta-feira e enquanto ela cozinhava uma deliciosa comida eu comecei meu ambicioso projeto. Mais tarde o Gleison chegou do trabalho e me deu uma força para terminamos. Enquanto comíamos uma saborosa sobremesa a lá floresta negra que ela tinha feito( chocolates, morangos e creme), pensávamos se aquilo ia voar mesmo!



Passei na casa do Fred e da Kênia e deixei minha a pipa lá. No caminho os garotos da rua me cercaram e diversos pontos com seus olhos estatalados ao verem aquela caixa que tinha vontade de voar. No caminho eu pensei: Ela vai voar!Bom, levei uma conversa com a Vitória e já avisei que se a caixa não levantasse vôo, era para ela me perdoar.Falei que iríamos aproveitar o passeio de qualquer jeito.Ela, boazinha como sempre ,só ficou rindo.
Na hora marcada fomos para a porta da igreja e o bom é que minha mãe resolveu aproveitar o passeio também com a gente.


Chegamos ao parque com uma expectativa enorme! o vento não estava lá muito forte, mas já sentimos que a coisa ia dar certo. Nos preparamos para voar e a pipa cantou: " Deixa a vida me levar, vida leva eu, sou feliz e agradeço, por tudo que Deus me deu..." E então ela subiu !





A emoção foi demais! Ninguém acreditou, mas aconteceu! Todo mundo querendo que eu levasse uma pipa " Plano B". Para que gente? olha só a pipa mais linda de todas voando!




Eu me realizei também neste dia, pois sempre fui apaixonada para ter uma dessas!
Bom, depois de mais de uma hora de brincadeiras no céu, a nossa piupa voou muito alto, a linha pesou e arrebentou. Então, ela nos deu um sorriso de adeus e se foi. Corremos na tentativa de buscá-la, mas só vimos a cena final; ela se derretendo como açucar nas águas da Lagoa da Pampulha. "Olhei então para cima e vi um par de pipas vermelhas planando no ar, com rabiolas compridas e azuis. Dançavam lá no alto, bem acima das árvores da ponta oeste do parque, por sobre os moinhos, voando lado a lado como um par de olhos fitando San Francisco, a cidade que eu agora chamava de lar. E, de repente, a voz de Hassan sussurrou nos meus ouvidos: "Por você, faria isso mil vezes!" Hassan, o menino de lábio leporino que corria atrás das pipas como ninguém." ( o caçador de Pipas)



A nossa amiga pipa se foi, mas os amigos e a alegria daquele dia permaneceram conosco para que o dia fosse inesquecível. Então, fomos tirar muitas fotos. Estes dois da foto não eram animadores de festa e sim da família mais animada da turma. Até fantasiados eles foram.




Chegou a hora de voltar a ser criança e eu aproveitei. Depois desta semana cheia de afazeres eu merecia uma diversão.


Que pena que a Vitória vai crescer. Era exatamente isso que eu pensava na hora desta foto. Eu queria ter muito tempo para aproveitar bastante minha princesa.



Mais brincadeiras e a gente aproveitando...



Eu agredeço a Deus por essa garota especial que é a Vivi. E agradeço também porque não precisamos de nada muito elaborado ou planejado para que possamos dar boas gargalhadas e nos divertir.Hoje foi uma prova disso. Um parque com uma linda grama, uma pipa diferente que acabou ganhando o trofeu de pipa mais bonita, a compahia da Vovó e picolé de leite condensado. Tudo para alegrar o dia da minha sobrinha que fez oito anos.

PARABÉNS MEU AMOR. A TIA TE AMA!



Assista também o vídeo!


3 comentários:

Anônimo 26 de julho de 2009 17:27  

Olá,
Eu gostaria que momentos como este se repetisse mais vezes,a minha linda Vitória tem um carinho muito grande por você titia.A Vítória falou que quer sair com você mais vezes...
Sabe as vezes eu ate esqueço te como a minha filha e linda...

Anônimo 26 de julho de 2009 19:21  

Me balancei para lá e para cá na cadeira ouvindo a música e no fim do vídeo, pedi a Deus que me deixe ver o mundo por muuuuuitos dias.
Continue sendo uma das luzes do mundo tia Ety!
Beijos
JU

Art & Ventos 5 de agosto de 2009 22:36  

Oi Ety, gostei muito do video achei esta musica ideal,muito lindo!para ilustrar este momento ta de parabéns!
bjs gleison

Tecnologia do Blogger.

  © Blogger template 'Personal Blog' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP