Sempre morei em casa. Quintal grande, árvores...E foi assim, que numa manhã de domingo, encontrei um anuncio da venda de lotes aqui na minha região. Eu já tinha olhado vários, mas nenhum me agradou. O corretor se prontificou a me levar no local e então fui, sem acreditar muito. Chegando, desci do carro, senti o vento daquele lugar e o encanto tomou conta de mim.Naquele momento eu soube que era ali que passaríamos o resto de nossas vidas...

sábado, 25 de outubro de 2008

É uma " Menina"...

Este lindo dia de sábado começou um tanto quanto atípico. Fui até ao portão acompanhar o Joel que saía para o trabalho e então tomamos um susto quando vimos um cão abandonado pelo dono, amarrado na cerca da fazenda em frente nossa casa. A crueldade da pessoa foi tanta, que prendeu o animal de tal forma que ele não podia nem se levantar. Fiquei chocada com a situação. Cheguei mais perto e logo começou a rosnar e ficar nervoso, mas deu para ver que não estava machucado.
Eu tinha programado todo o meu dia anteriormente. Pela manhã, ia providenciar uns documentos e tirar xérox, arrumar a casa e fazer um pão caseiro. Resultado: Tudo foi por água abaixo, pois como levar minha vida tranqüila sabendo daquele cão lá fora. Logo o sol iria esquentar muito...
Resolvi então entrar em contato com as Ongs e demais locais de proteção a animais abandonados enquanto ia a todo o momento rever meu amigo abandonado. Para minha decepção, todos os locais que consegui falar me informaram que não poderiam recolhê-lo. Estavam lotados!Meu desespero só ia aumentando, pois em hipótese alguma chamaria a zoonose.Graças a Deus encontrei a Sandra, que faz um trabalho de acolher animais. Ela também estava sem espaço, mas me deu muita força e me deu instruções de como me aproximar do cão com segurança, pois, eu queria tirá-lo de lá. Levei pão, falei com voz mansa e finalmente, depois de algumas tentativas, consegui tocar seu focinho.
Depois que me senti segura, resolvi mexer na corrente e então percebi que poderia fazê-lo com tranqüilidade. Quando consegui, a alegria dele foi imensa, mas tinha muita força e quase não consegui segurar a corrente. Com dificuldade, coloquei-o para dentro e prendi num local seguro. Com calma, percebi que se tratava de uma linda cadela. Era incrível: Ela parecia sorrir para mim. Dei água a ela e logo fui comprar comida. Ela comeu com gosto e feliz. A Sandra ficou de arrumar alguém para adotá-la e eu então ficaria com ela uns dias. Pedi a Nice para abrigá-la no seu lote que é ao lado, porque fiquei com medo dela machucar o Xandy.
Bom, na realidade, para minha surpresa o Joel quis ficar com ela. Um cão não estava mesmo nos nossos planos, mas a vida hoje nos reservou uma surpresa. Vamos reorganizar nossa vida agora. A “Menina”, é como a temos chamado, já está vigiando o quintal e hoje pela primeira vez ouvimos um cão falar. Ela disse: “- obrigada!” É muito mágico quando se pode ouvir com o coração !

Menina abandonada

Menina Feliz

Voce Sabia?
" Caso você veja ou saiba de maus-tratos (ex.: envenenamento de animal; manter o animal em lugar anti-higiênico; mutilar um animal; utilizar este animal em shows que possam lhe causar pânico ou estresse; agressão física a um animal indefeso; abandono de animais; não procurar um veterinário se o animal adoecer etc.), não pense duas vezes: vá à delegacia mais próxima para lavrar boletim de ocorrência ou, se preferir, compareça ao fórum para orientar-se com o Promotor de Justiça (Promotoria de Justiça do Meio Ambiente em BH:031-3292-8736 / SP:011-3119.9524). A Denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal n.º 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais). "
Preste atenção: O Decreto 24.645/34 reza em seus artigos 1º: Todos os animais existentes no país são tutelados pelo Estado; e 2º - parágrafo 3º: Os animais serão assistidos em juízo pelos representantes do Ministério Público, seus substitutos legais e pelos membros das Sociedades Protetoras dos Animais. Isso quer dizer que não é você quem irá abrir um processo judicial. Uma vez concluído o inquérito para apuração do crime, o Delegado o encaminhará a Juízo para abertura de ação, onde O Autor da ação será o Estado. "

3 comentários:

Nice 27 de outubro de 2008 16:02  

Como vai a Menina?
E a dona da Menina?
E os nossos planos de plantar Grama? Beijos Nice.

Rosimeire 9 de junho de 2009 12:06  

Deus,ele e maravilhoso,as vezes a gente acha que as coisas acontece por acaso e nao e,assim como aconteceu comigo e com vc etiene,ele sabia que eu nao estava sabendo de nada a respeito da (menina)como voce a chama agora mas esclareceu tudo nao so pra mim como para vc,agora meu coracao fica feliz em saber que a menina esta bem cuidada e com uma pessoa com o coracao cheio de amor.fique com deus que ele abenc0a vc e seu esposo.

Etiene Oliveira 9 de junho de 2009 19:26  

Ai Rosi, eu é quem fico muito feliz em saber que agora você também sabe onde está sua Tiara.Prometo chamá-la Menina Tiara. Nome e sobrenome, certo?
Como eu disse,minha casa está aberta para que possam visitá-la quando quiser.Eu prometo continuar cuidando dela com todo amor e espero de coração que ela possa ser feliz aqui.Graças a Deus que a maldade que fizeram com ela não deu certo, né? Eu louvo muito a Deus por isso e por a gente ter se encontrado!
Deus a bençoe também!
Beijos...

Tecnologia do Blogger.

  © Blogger template 'Personal Blog' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP